Inovadora e ecológica

 

Certificado Florestal

 

O FSC® é a mais alta autoridade quando se trata de avaliar a produção de madeira e o manejo florestal social e ecologicamente viável. Além disso, ele também emite o certificado CoC (Cadeia de custódia), que é um pré-requisito para imprimir o selo ecológico do FSC® nos produtos criados. E isso, por sua vez, garante ao consumidor que a madeira utilizada para fabricá-los vem de fontes ambientalmente adequadas. O selo atesta que a Faber-Castell está em conformidade com as rígidas diretrizes do FSC® em todas as etapas, da madeira ao lápis pronto.

 

Há cerca de 25 anos, a Faber-Castell deu início a um projeto florestal no Brasil que continua sendo referência até hoje e, em 1999, foi certificado pela primeira vez pelo FSC® como “ambientalmente adequada, socialmente benéfica e economicamente viável”.  

 
 

 

 
 

Tecnologia de pintura à base de água

 

A Faber-Castell dá mais um exemplo de pioneirismo ambiental com a tinta utilizada para o revestimento de seus lápis. Praticamente todos os lápis pretos e coloridos produzidos em Stein, nas vizinhanças de Nuremberg, são revestidos com tinta à base de água. Com esse processo, a Faber-Castell deixou de usar as tintas convencionais que usam solventes orgânicos para utilizar emulsões aquosas que não prejudicam o meio ambiente - uma tecnologia desenvolvida pela própria empresa. A unidade foi inaugurada por Klaus Töpfer, que na época era ministro alemão do meio ambiente e posteriormente se tornou diretor-executivo do programa ambiental da ONU. Nesse campo, a Faber-Castell estabeleceu novos padrões mundiais.

 

Com a tecnologia à base de água, os pigmentos são dispersados na água. Isso significa que, diferentemente do que ocorre com o verniz à base de solvente, nenhum vapor nocivo é liberado durante o processo de secagem. Contudo, a tinta à base de água necessita de calor para o processo de secagem e, assim, requer um gasto maior de energia em comparação com o verniz à base solvente. A Faber-Castell gera a energia necessária utilizando resíduos da produção de lápis de madeira.

 

  

 
 
© 1761-2017 Faber-Castell | Última Atualização: 19.03.2015